A desaparecida Simca "percursora" da fusão FCA-PSA

Simca



Por altura do acordo histórico, recordamos a marca que já foi da Fiat, Chrysler e Peugeot


O histórico acordo de fusão entre os grupos FCA (Fiat-Chrysler) e PSA (Peugeot), do qual resulta uma nova entidade que terá como CEO o português Carlos Tavares, lembramos uma marca hoje não utilizada, a Simca, que já foi propriedade da Fiat, da Chrysler e da Peugeot. Uma das garantias dadas por Carlos Tavares, aquando da assinatura do acordo FCA-PSA, foi a manutenção das marcas actualmente existentes no mercado: Peugeot, Citroën, Opel, DS e Vauxhall, do lado da PSA, e Fiat, Alfa Romeo, Chrysler, Abarth, Maserati, Jeep, Ram, Dodge e Lancia, da parte da FCA. Mas, se recuarmos no tempo, encontramos, de 1934 a 1985, a Simca (acrónimo de Société Industrielle de Mécanique et Carrosserie Automobile), fundada pela Fiat, tendo como alvo o mercado francês. Sob a direcção do italiano Henri Théodore Pigozzi, a Simca chegou a ser o terceiro maior fabricante francês, situação que começou a alterar-se após o final da II Guerra Mundial. A partir de 1958, progressivamente incorporada no universo da Chrysler Europe, a Simca, que nesse mesmo ano passou a deter a marca Tabot-Lago, viu-se associada ao britânico Grupo Rootes (Hillman, Humber, Singer, Talbot, Sumbeam, Commer e Karrier) e passou a ver o seu futuro ligado à evolução do negócio dos norte-americanos na Europa. Negócios que não corriam bem e que terminaram na falência, em 1977, ano em que a Peugeot adquiriu a marca, para a abandonar progressivamente, preferindo denominar como Talbot modelos como o Horizon. Paulatinamente, a Simca desapareceu. Mas, com o revivalismo que reina, quem sabe se um dia não voltaremos a ter viva a marca Simca?
A desaparecida Simca "percursora" da fusão FCA-PSA A desaparecida Simca "percursora" da fusão FCA-PSA Reviewed by Auto Vintage on 19.12.19 Rating: 5

No comments:

Ad

Powered by Blogger.