O dia em que a Citroën mostrou o primeiro DS


Modelo da marca francesa fez a sua apresentação a 6 de Outubro de 1955.


Hoje é uma marca (embora ligada à “mãe”), mas há 65 anos era “apenas” o nome de um novo modelo: a 6 de Outubro de 1955 a Citroën apresentou ao público, no Salão de Paris, o revolucionário DS.

O primeiro dos DS – sigla que em francês se deveria ler “déesse”, ou seja, deusa – foi o 19, a se que seguiu o 21 e o 23.

O então novo Citroën era movido por um motor de quatro cilindros, de 1.911cc, que apresentava como potência máxima os 75 cavalos.

No entanto, as grande novidades do DS estavam muito para além da motorização.

Para além do seu aerodinamismo – muito melhor do que o seu antecessor Traction 15 Six – e apesar do seu peso (1.100kg) era capaz de atingir a velocidade de ponta de 140km/h.

Mas, a grande novidade encontrava-se a nível do seu revolucionário sistema hidráulico, responsável por garantir que a suspensão mantinha sempre a mesma distância ao solo, independentemente da carga, mas também pela assistência à embraiagem, direcção e travões.

Apresentando-se com dois circuitos independentes de travagem, com repartidor pelos eixos, o novo DS tinha também, de série, travões de disco nas rodas dianteiras.

O êxito conseguido naquele dia 6 de Outubro de 1955 foi retumbante: no final do dia a Citroën tinha vendido 12 mil unidades. Nos 20 anos seguintes, ao longo dos quais se escreveu a história dos DS, foram fabricadas quase 1,5 milhões de unidades.

Quando o DS completou 60 anos, em 2015, a Citroën entendeu que esse era o nome ideal para uma nova marca, congregando os seus modelos de gama alta.

O dia em que a Citroën mostrou o primeiro DS O dia em que a Citroën mostrou o primeiro DS Reviewed by Auto Vintage on 6.10.20 Rating: 5

No comments:

Ad

Powered by Blogger.