…e viva a América



Modelos de Detroit dominam leilão da Barrett-Jackson.

Aquele que é o maior leilão – mais de 1600 automóveis para venda – da semana do Arizona, o da Barrett-Jackson, movimentou nos três primeiros dias quase 18 milhões de dólares. Ainda antes de chegar a meio do catálogo, dos 637 automóveis levados ao palco… foram vendidos 637.
Como é habitual com esta leiloeira – a quem nunca viu, recomendamos a visualização destes animados leilões, a partir do link http://www.barrett-jackson.com/Live/Streaming/Video –, os "campeões" de vendas têm sido os modelos norte-americanos, com os Chevrolet e Ford a ocuparem o topo da tabela.
No final do terceiro dia de leião, o automóvel mais caro era um Chevrolet Corvette 283/230hp Convertible, de 1958, vendido por 111.100 dólares, seguido de um Ford Mustang 7 Up Limited Edition Convertible, de 1990 (82.500 dólares), e de uma Pickup Ford Bronco, de 1968, (82.500), vendida pelo mesmo valor que uma Chevrolet Bel Air Custom Nomad Station Wagon e um Ford Mustang 289/225hp Convertible.

Horas antes de Trump tomar posse, nos leilões da Barrett-Jackson continua a gritar-se "e viva a América".
…e viva a América …e viva a América Reviewed by Auto Vintage on 19.1.17 Rating: 5

No comments:

Ad

Powered by Blogger.