A(s) carta(s)…





Há uns três ou quatro anos, a FIVA – Fédération Internationale des Vehicules Anciens – e não a FIFA, estranhamente, apareceu nas notícias. Em rodapé, mas apareceu. Fê-lo no bonito Museu da Mercedes para anunciar, não sem pompa, que a Carta de Turim estava em vigor e “em força”. Mas…
… Ninguém ligou nenhuma, claro.
Os tipos não organizam campeonatos com bola, não potenciam a construção de estádios e, por todas estas razões, a coisa tinha mesmo de morrer por ali. Mas, neste caso, ainda bem!
A Carta de Turim, a par com o anunciado “brevemente disponível” Vade-mécum, nunca entrou verdadeiramente em vigor e por variadíssimas razões. A principal, diria, é uma das particularidades mais comuns da espécie humana, a estupid… Digo, ingenuidade. Haver alguém a pensar que aquele documento poderia tornar-se “lei geral” na conservação dos automóveis históricos, só podia ser alguém de uma candura atroz.

–––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––––

Texto completo disponível na edição impressa da Auto Vintage nº59, brevemente à venda nas bancas de todo o país, ou para assinantes da edição da Auto Vintage na Net".

Não encontra a sua Auto Vintage nas bancas? Indique-nos (autovintage@write-on.pt) a localidade onde a pretende comprar que o/a informamos sobre os locais de venda mais próximos.

Pretende fazer a sua assinatura (€ 17,50) da Auto Vintage na Net? Envie-nos um email para autovintage@write-on.pt para mais questões ou faça-a aqui mesmo!

A(s) carta(s)… A(s) carta(s)… Reviewed by Auto Vintage on 18.3.16 Rating: 5

No comments:

Ad

Powered by Blogger.