…e a América descobriu a Porsche


 Celebram-se os 70 anos da chegada dos primeiros 356.

Para os menos conhecedores, poderá parecer uma bizarrice, mas até não é. A Porsche está a celebrar os 70 anos da chegada dos dois primeiros 356 aos Estados Unidos. E não é bizarro, pelo facto de ter estado no mercado norte-americano uma boa parte do segredo do sucesso da marca alemã.

Lançado dois anos antes, o primeiro modelo da Porsche chamou a atenção de um homem que é uma figura da história do automóvel: o comerciante Max Hoffman, que em 1947 tinha aberto um stand na Baixa de Nova Iorque – a casa da “Hoffman Motor Car Company” – para vender desportivos europeus.

Hoffman, austríaco de nascimento e radicado nos EUA desde 1941, haveria de ser marcante na história de fabricantes como a Alfa Romeo, BMW, Mercedes e Porsche, não só por vender modelos dessas marcas como pelo facto de muitas vezes ter sido ele a sugerir a criação de alguns automóveis míticos.

Quando ficou a conhecer o Porsche 356, Hoffman logo afirmou “estou certo que este automóvel fará um nome por si próprio”.

Começou por receber, no Outono de 1950, dois 356 1.1 e a partir daí não parou de vender modelos da Porsche.

Por muitos anos, no mercado norte-americano, os apelidos Hoffman e Porsche estiveram intimamente ligados, ficando a dever-se ao importador a inspiração para a criação de um dos mais belos 356, o America Roadster, antecessor do Speedster.


Foto: Porsche Press

…e a América descobriu a Porsche …e a América descobriu a Porsche Reviewed by Auto Vintage on 27.9.20 Rating: 5

No comments:

Ad

Powered by Blogger.