"Le Mans 1955" – um outro filme



Curta-metragem de animação sobre a mais trágica das edições.

Chama-se "Le Mans 1955" (não, não é gralha, não estamos a falar de "Le Mans 66") e é uma curta-metragem de animação, realizada pelo belga Quentin Baillieux, sobre a mais trágica edição das 24 Horas de Le Mans. Os seus méritos fazem com que seja indicado como um dos seleccionados para a próxima edição dos Oscars.
De produção francesa, embora falado em inglês, tendo já um largo palmarés – arrebatou prémios de Estugarda a Atenas, de Varsóvia a St. Louis – os cerca de 15 minutos da película recordam a edição de 1955, aquela que ficou marcada por um acidente que matou cerca de 80 espectadores.
Focado na equipa Mercedes-Benz, sendo que um dos Flechas de Prata (o do piloto francês Pierre Levegh, também ele vitimado) esteve na origem da tragédia, aquele que é considerado o pior acidente da história do automobilismo poucas vezes é abordado.
Em resumo, a tragédia teve lugar quando Mike Hawthorn, a caminho das boxes da Jaguar, desviou a sua trajectória para evitar a colisão com o Austin-Healey de Lance Macklin. Este desviou-se para a esquerda, sendo atingido pelo Mercedes da Levegh.
O Mercedes levantou voo, começou a arder e acabou por cair sobre a bancada, provocando as oito dezenas de mortes e centenas de feridos.
A Mercedes, que então ocupava a primeira e terceira posições, retirou-se da prova e da própria competição automóvel, à qual apenas regressou em 1989.

Aqui fica uma pequena amostra da animação.

"Le Mans 1955" – um outro filme "Le Mans 1955" – um outro filme Reviewed by Auto Vintage on 6.12.19 Rating: 5

No comments:

Ad

Powered by Blogger.