Porsche: arte (também) sob a forma gráfica



Cartazes da marca alemã em leilão (online) até segunda-feira.


Na fase dos leilões online, a RM/Sothebys tem a decorrer, até segunda feira, um leilão de cartazes clássicos da Porsche. Dos mais comuns, inicialmente oferecidos a clientes ou fãs, aos mais raros, os chamados "showroom posters". Uma colecção de arte gráfica, campo em que a Porsche (também) sempre se destacou.
Para darmos a notícia do leilão da RM nada como socorrermo-nos do conhecimento do nosso colaborador Armando Ceia, que nas edições nº 32 e 33 da Auto Vintage dedicou dois dos seus artigos ao que, com graça, chamou "Automobilismo de Parede".
No total são 75 lotes (um deles com três posters), os mais antigos dos anos 50 e os mais recentes (celebrando os 100 anos de Ferry Porsche) de 2009
A grande maioria celebram triunfos importantes da marca, mas também há os corporativos, como o que tem o título "Great cars are not created by committees", dos anos 50, ou dedicados ao lançamento de um modelo específico, como acontece com o 911 Targa.
Estas décadas de arte celebrando as criações da Porsche não deixam de ser irónicas, uma vez que o fundador da marca, Ferdinand Porsche desprezava a propaganda e a publicidade.
Quem contrariou essa tendência foi Huske von Hanstein, o original director de relações públicas da marca e que contratou o designer Erich Strenger, autor da maioria dos originais dos cartazes agora à venda.
Strenger (a que se juntou, depois, também o artista gráfico Hanns Lohrer) colaborou com a Porsche desde o início dos anos 50 até 1987, ano em que se reformou.
Como dizia Armando Ceia, nos artigos publicados há sete anos na Auto Vintage, "embora o estilo gráfico de Strenger tenha evoluído das aguarelas e guaches dos anos 50 até às fotografias dos 80, passando pela pop-art ou pelas fotos estilizadas dos 60 e 70, os seus trabalhos partilham um gosto pelas linhas desobstruídas, um uso criterioso da cor e uma impressão da maior qualidade, que fizeram dele, apesar de ter trabalhado quase exclusivamente para a Porsche, um dos mais bem-sucedidos e premiados designers gráficos alemães".
A Erich Strenger também se ficou a dever a escolha de um ponto que distingue a Porsche de todas as outras marcas: a criação de um fonte tipográfica própria, com o nome de Porscha, caracterizada pelo que os designers chamam de "fonte sem serif", ou seja, sem que os caractéres se prolonguem para baixo no fim das hastes das letras.
Inicialmente de uso exclusivo da Porsche, hoje é uma fonte comercial, adoptada por outras instituições, como acontece actualmente, por exemplo, pela Polícia espanhola.


Veja aqui alguns dos cartazes que estão em leilão:










Porsche: arte (também) sob a forma gráfica Porsche: arte (também) sob a forma gráfica Reviewed by Auto Vintage on 24.4.20 Rating: 5

No comments:

Ad

Powered by Blogger.