Arizona: o caros… mais caros



Na semana dos leilões movimentaram-se 259,8 milhões de dólares

No total, foram vendidos 3.486 automóveis. Por um valor total de 259,8 milhões de dólares. Na hora de fazer um balanço aos leilões do Arizona, as conclusões são mistas. Venderam-se mais veículos do que no ano passado, mas o preço médio caiu (cerca de 11% face a 2015). Apenas uma coisa parece certa: os caros… estão mais caros.
Se o valor médio dos automóveis vendidos na Semana do Arizona se situou perto do 75 mil dólares, isso só foi possível pelo facto de se terem vendido muitos modelos por muito mais do que um milhão.
No "top 10" da RM/Sotheby's todos os dez mais caro ultrapassaram aquela barreira. Nos "dez mais" da Gooding & Company nove passaram a barreira dos sete dígitos e na Bonhams foram sete (faltando ainda somar dois "milionários" na Barrett-Jackson e outros tantos na Worldwide Auctioneers).
Na hora de "fechar contas" o automóvel mais caro foi o Jaguar E-Type Lightweight, vendido pela Bonhams (de que demos notícia há dias), seguido de um Mercedes-Benz 540K Special Roadster, de 1939, com carroçaria de Sindelfingen, levado a leilão pela RM.
Esta última totalizou um volume de negócios de 53,7 milhões, vendendo 142 automóveis dos 159 que fez subir ao palco. Depois do Mercedes, ainda na RM, o "top" foi dominado pela Ferrari, com seis modelos de Maranello a somarem perto de 20 milhões.
Já nas sessões da Gooding o automóvel que atingiu o topo foi o Bugatti Type 35 Grand Prix Roadster, de 1925, vendido por 3.300.000.

Sempre um referência para a generalidade do mercado, foi também no leilão da Gooding que foi vendido um Mercedes-Benz 300SL Gullwing, de 1955: mudou de mãos por 1.457.500. Uma subida (cerca de 15%) face ao valor médio de 2016, idêntico à média de 2015, mais ainda longe do "ano de ouro" de 2014. Então o valor médio foi de 1,6 milhões.


Mercedes-Benz 540K Special Roadster Sindelfingen, de 1939, vendido por 6.600.000 dólares



Ferrari 365 GTS Spider, de 1969, vendido por 3.602.500 dólares


Bugatti Type 35 Grand Prix Roadster, de 1925, vendido por 3.300.000 dólares
Arizona: o caros… mais caros Arizona: o caros… mais caros Reviewed by Auto Vintage on 24.1.17 Rating: 5

No comments:

Ad

Powered by Blogger.