Parabéns Seat: do 600 aos ventiladores



Fabricante espanhol faz amanhã 70 anos.


Sem foguetes nem fanfarras, que os tempos presentes não o permitem, a Seat celebra amanhã 70 anos. Uma data que será lembrada um pouco por todo o mundo, mas especialmente na vizinha Espanha. E lembrada, desde logo, pela própria Seat, que começa o comunicado de Imprensa emitido a propósito da efeméride com um destaque que tudo resume: "Do Seat 600 ao fabrico de ventiladores de emergência".
Com um capital social de 600 milhões de pesetas (que se calcula equivalerem hoje a 3.6 milhões de euros), divididos pelo Instituto Nacional da Indústria (51%), um consórcio de seis bancos (42%) e a Fiat (7%) foi no dia 9 de Maio de 1950 que foi criada a Sociedad Española de Automóviles de Turismo, para sempre conhecida pelo acrónimo Seat.
Estabelecida a sociedade, iniciou-se a construção de uma nova unidade industrial, situada em Barcelona, na chamada Zona Franca, que começaria a laborar em 1953.
Criando, a partir de 1951, uma rede de futuros concessionários, em 1953 a Seat fabricou o seu primeiro modelo, que (ao contrário do citado texto do comunicado de Imprensa) não foi o 600 mas sim o modelo 1400, cuja primeira unidade foi concluída a 13 de Novembro de 1953.
Quanto ao Seat 600 só começou a ser fabricado em Maio de 1957, sendo ele, de facto, o principal responsável pela motorização espanhola.
Aliás, tendo a Seat produzido apenas para o mercado interno durante os seus primeiros 12 anos, foi o 600 o primeiro modelo de exportação, inicialmente com destino à Colômbia.
Desenvolvendo uma gama maioritariamente assente no decalque da oferta da Fiat, mas sempre com aspirações aos seus próprios modelos – de que o 1430 terá sido o melhor exemplo – a Seat rapidamente se transformou na detentora da maior quota de mercado espanhol.
Deixando a Fiat de ser accionista da marca em 1982 – sendo o Ronda o primeiro Seat "independente" –, a 18 de Junho de 1986, 51% da companhia foi adquirido pelo Grupo Volkswagen, o que não deixa de ser irónico, uma vez que quando as autoridades espanholas quiseram criar a Seat, em 1948, tiveram de escolher um parceiro já estabelecido. E essa escolha tinha sido… entre a Fiat e a Volkswagen.
Hoje representando 1% do PIB espanhol e exportando 80% da sua produção, a Seat chegou a este ano de 2020, como muitas outras marcas, a reconverter uma parte da sua produção em artefactos e aparelhos (os ventiladores) úteis para o combate ao covid-19.

Em cerca de dois minutos, reveja em video a história da Seat


(Foto e video Seat Media Center)
Parabéns Seat: do 600 aos ventiladores Parabéns Seat: do 600 aos ventiladores Reviewed by Auto Vintage on 8.5.20 Rating: 5

No comments:

Ad

Powered by Blogger.