Quando a venda de um 250 GTO acaba em tribunal



Falta a caixa de velocidades do Ferrari vendido (em 2017) por 44 milhões de euros.

No final de 2016 a Talacrest anunciou que tinha para venda um Ferrari 250 GTO. O preço anunciado era de 45 milhões de libras. Hoje sabe-se que acabou por ser vendido por 37 milhões (aproximadamente 44 milhões de euros). E sabe-se… por o negócio ter acabado em tribunal.
Ficou a conhecer-se, devido à acção que começou esta semana a ser julgada num tribunal britânico, interposta por Gregor Fisken (patrão da conhecida casa comercial Gregor Fisken Ltd), o comprador, contra o advogado norte-americano Bernard Carl, que era o anterior proprietário do 250 GTO de chassis # 3387GT.
Segundo o vendedor, o comprador foi informado previamente que o Ferrari (o segundo GTO a ser produzido) não tinha montada a caixa de velocidades original. Mais: terá dado a informação sobre a localização da mesma.
O problema surgiu quando Carl informou a Fisken que o actual proprietário da caixa de velocidades só abre mão da mesma a troco de 25 mil dólares, quantia que a Fisken se recusa a pagar… e Bernard Carl também.

Enfim, um negócio de milhões – pensa-se que no centro do debate está o terceiro GTO mais caro de sempre –, posto em causa por 0,05% do valor da transacção.
Quando a venda de um 250 GTO acaba em tribunal Quando a venda de um 250 GTO acaba em tribunal Reviewed by Auto Vintage on 13.12.19 Rating: 5

No comments:

Ad

Powered by Blogger.