Corridas do Estoril Classics confirmaram o êxito



Autódromo animou-se com um programa muito variado.

Muito público, automóveis que poucas vezes se veem em Portugal e corridas animadas foram ingredientes para que as corridas no Autódromo, no âmbito do Estoril Classics, tenham sido um êxito.
Evento que pretende juntar as grandes disciplinas do desporto motorizado – desde a F.1, Sports Cars, Motos, Ralis, Turismos e GT – teve o seu início, no segundo e último dia, com o desfile de diversos clubes presentes, seguindo-se o Spirit of Speed – FIM 70th Anniversary, com diversas motos a evoluírem no traçado do circuito.
Ainda de manhã teve lugar a segunda corrida do Troféu Mini, que voltou a ter como vencedor, tal como na véspera Philippe Quirière que teve Fernando Soares como principal opositor.
Se os Mini impressionavam pela irrequietude, a categoria seguinte, a Classic F1 Pre-1986 apelavam aos sentidos de todos os presentes.
A primeira prova do programa viu o vistoso Tyrrell 012 de Martin Stretton a impor-se, batendo o clássico Lotus 91-07 de Katsuaki Kubota e o Shadow DN8 de Jamie Constable, depois do japonês e do inglês terem trocado de posições por algumas vezes.
A segunda corrida do dia do Classic F1 Pre-1986, foi disputada já durante a tarde, depois da pausa de almoço, apresentando-se a Bancada A do Autódromo do Estoril cheia. Martin Stretton voltou a ditar a lei do seu Tyrrell, vencendo, seguido pelo McLaren M26 de Frank Lyons.
Enqunato os FIA Lurani Trophy voltaram a dar uma ideia do que eram as fórmulas de promoção de antigamente, o exotismo dos Protótipos, GT e Turismos dos anos 60 e 70, do Iberian Historic Endurance voltaram a proporcionar uma boa corrida, com Carlos Barbot a impor o seu Merlyn Mk4, à frente do Ford Escort RS 1600 da dupla Miguel Ferreira-Francisco Carvalho e do Ginetta G10 de James Guess-James Hilliard.
Depois dos desfiles de clubes e da celebração do 60º aniversário da Mini (com mais de 200 em pista), os carros de rali voltaram à recta da meta do Autódromo do Estoril para mais um slalom de exibição.
A tarde abriu com nova revisitação ao passado da Fórmula 1 – desta feita através do HGPCA F1 – Pre 1966 – entrando depois em pista os aguardados Sport-Protótipos dos anos 70.
Max Hilliard e Nick Padmore, em Chevron B19, repetiram o triunfo do dia anterior, batendo o Osella PA3 de John Spiers e o Lola T292, do ex-Team BIP, tripulado pelo português Carlos Tavares. Ou seja, uma réplica do pódio de sábado.

O fim-de-semana competitivo terminou com o regresso dos Turismo ao palco, o Group 1 Portugal. João Diogo Lopes foi o melhor, em Ford Escort RS 2000, seguido pelo Jaguar XJ8 V12 de André Castro Pinheiro e o Ford Escort RS 2000 de Paulo Vieira encetou o pódio.
Corridas do Estoril Classics confirmaram o êxito Corridas do Estoril Classics confirmaram o êxito Reviewed by Auto Vintage on 15.10.19 Rating: 5

No comments:

Ad

Powered by Blogger.