Mercado "morno" em Paris



Leilões com volume de vendas "interessante", mas muitas vedetas ficaram sem comprador.

É certo que apenas a RM Sotheby's e a Bonhams movimentaram quase 40 milhões de euros (faltam os resultados da Artcurial), mas os preços nos leilões de Paris, paralelos à Retromobile, parecem ficar longe de outros tempos. Muitas das vedetas ficaram sem comprador e, no geral, o mercado parece estar "morno".
Não fossem os supercarros (quase) actuais e o resultado da RM Sotheby's em Paris não teria chegado tão longe. Na verdade, os campeões de vendas foram automóveis como o Bugatti Chiron, de 2017 (vendido por mais de três milhões de euros). De entre os Clássicos, o destaque foi para um BMW 507 Serie II, de 1958, vendido por 1.776.875 euros.
Mas, dos 16% de lotes que ficaram por vender deste catálogo constam peças como a "estrela" do leilão, o Ferrari 166 MM Spyder (que não encontrou comprador por 3,7 milhões ou mais) ou o Iso Grifo A3/4, que teve como primeiro proprietário Johnny Hallyday, que também não encontrou interessado em pagar 2,5 milhões de euros.
Com um total de vendas quase a chegar aos 15 milhões de euros, a Bonhams ficou com 23% dos lotes por vender e de todos os automóveis que mudaram de mãos nenhum superou a barreira do milhão.

Resta esperar pelos resultados da Artcurial – que hoje realizou o leilão "geral" e amanhã vende as colecções Guélon (motos) e Broual – para fazer um balanço do estado actual do mercado.
Mercado "morno" em Paris Mercado "morno" em Paris Reviewed by Auto Vintage on 9.2.18 Rating: 5

No comments:

Ad

Powered by Blogger.