"Vips" no Monte Carlo



Famosos estão longe dos lugares da frente.



São vários os nomes sonantes – pelo passado ou pelo presente – dos que alinham na edição deste ano do Monte Carlo Historique. De todos, o que está a ter melhor desempenho, como se esperava, é Daniel Elena (ver http://www.auto-vintage.com/2017/01/monte-carlo-historique_30.html), antigo co-piloto de Sébatien Loeb, com o qual ganhou por nove vezes o WRC.
Habitual participante no "Historique", Elena ainda não perdeu as esperanças de vencer este ano, numa prova que, na sua versão "normal" triunfou por três vezes, ao lado de Loeb (2003/5/7).
Dos antigos pilotos, o mais bem classificado é o espanhol Salvador Canellas, a meio da Etapa Comum no 89º lugar, com o Seat 124 Especial 1800.
Jürgen Barth, o piloto-engenheiro que venceu em Le Mans, estava na 187ª posição, com o Porsche 924 Turbo nº 27, enquanto Jean Ragnotti, num dos R8 Gordini oficiais, estava quatro lugares depois, muito por conta dos 10.400 pontos de penalização, sem os quais estaria nos 50 primeiros, praticamente na posição onde se encontra o seu colega de equipa Michel Leclere (62º).
O português Carlos Antunes, patrão da Peugeot, estava no lugar 144, depois de ter perdido muito tempo no início do rali, em consequência de uma avaria na sonda do medidor de distâncias.

Rauno Aaltonen, que levou o Mini Cooper à vitória no Monte Carlo de 1967, aparece na classificação que foi publicada ao final da tarde na posição 113.
"Vips" no Monte Carlo "Vips" no Monte Carlo Reviewed by Auto Vintage on 30.1.17 Rating: 5

No comments:

Ad

Powered by Blogger.