"Show" dentro do espectáculo



Estrelas de uma categoria que não pensava em tempos.

Se há coisa que não faltou no RallySpirit Altronix foi espectáculo. Mesmo fora da chamada categoria "Show". No entanto, hoje ficamos por esta, onde Ari Vatanen era a vedeta.
Vatanen, naturalmente, foi quem concentrou as maiores atenções – ele que é um dos expoentes máximos da geração dos míticos “finlandeses voadores” – a mostrar-se plenamente satisfeito com este regresso a Portugal.
“Gostei muito de voltar a Portugal, num rali bem organizado, com bons troços e um excelente ambiente. Foi óptimo sentir que a paixão pelos ralis continua viva em Portugal, com um público conhecedor e entusiasta, assim como voltar a guiar o Ford Escort WRC, que me tinha acompanhado nos últimos anos da minha carreira de WRC. Claro que o ritmo já não foi o mesmo, até porque estava no RallySpirit para dar espectáculo e não para lutar contra o cronómetro, mas, mesmo assim, só posso dizer que me diverti imenso”, afirmou.
Com os "Modernos" (em automóveis posteriores a 2000) Adruzílio Lopes, Vítor Pascoal, Pedro Meireles e Carlos Vieira, na mesma categoria, ficamos aqui, naturalmente, pelos Clássicos, recordando, para além do finlandês, as passagens de José Grosso (Fiat 131 Abarth), António Vilar Costoyas (Ford Escort WRC) e de Armindo Araújo (Mitsubishi lancer Evo IX).

Tudo gente que fez o público vibrar.








"Show" dentro do espectáculo "Show" dentro do espectáculo Reviewed by Auto Vintage on 14.11.17 Rating: 5

No comments:

Ad

Powered by Blogger.