Duelo Jaguar D-Type




Duas leiloeiras disputam recorde no Arizona.

Um Jaguar D-Type foi em 2016 o automóvel mais caro do mundo (é neste momento o oitavo do Top). Foi vendido em Monterey por quase 22 milhões de dólares. Agora, no Arizona, estarão à venda dois, disputando o título de mais valioso.
No catálogo da Gooding & Company e no da RM/Sothebys, dos leilões deste ano no Arizona, os D-Type são tema de capa. Com histórias diferentes, mas bases de licitação não muito distantes, até onde irá a "loucura" de quem estiver interessado?
Vencedor das 24 Horas de Le Mans, de 1955 a 1957, o D-Type é ainda hoje um automóvel que só pelo seu aspecto já impressiona. Pretendentes, certamente, não lhes vão faltar. São dois dos poucos sobreviventes dos 71 fabricados.
O automóvel apresentado pela RM/Sothebys é mesmo um dos antigos carros de fábrica (o chassis XKD 403), que correu em Le Mans em 1954, desistindo horas depois de ter conseguido o melhor tempo, guiado por Stirling Moss e Peter Walker.
Apresenta-se em verde inglês e tem uma base de licitação entre 12 e 15 milhões de dólares.
Já o exemplar levado para o palco pela Gooding é um automóvel de 1956, inicialmente vendido a um privado, correndo inicialmente pela mão de Peter Blond e Jean Bloxham.
Num garrido vermelho, tem uma história documentada de inúmeros proprietários, o segundo dos quais o (então) jovem piloto Bernie Ecclestone, que o vendeu rapidamente, sem com ele ter chegado a correr.
Depois dele, muitos se sentaram ao volante deste D-Type, que tem agora uma base de licitação entre os 10 e os 12 milhões de dólares.
É caso para dizer: Quem dá mais?




Fotos: RM/Sothebys e Gooding & Company
Duelo Jaguar D-Type Duelo Jaguar D-Type Reviewed by Auto Vintage on 16.1.18 Rating: 5

No comments:

Ad

Powered by Blogger.