Ginetta vence em Pau



Prova da Iberian Historic Endurance na mítica pista francesa

A Iberian Historic Endurance teve mais uma prova, desta feita no mítico circuito citadino de Pau, no sopé dos Pirinéus franceses. Na edição deste ano, a corrida que homenageia as grandes competições de resistência do passado foi um espectáculo com indefinição até praticamente à última volta, terminando com o triunfo de James Guess, com um raríssimo Ginetta G10.
A corrida do Historic Endurance integrada no rico e preenchido programa do Grand Prix Historique de Pau foi um excelente exemplo do que representa esta prova no mundo da competição automóvel e a vitalidade da competição ibérica. Apesar do diminuto número de automóveis portugueses (apenas cinco), muitos e importantes modelos clássicos esgotaram a grelha de partida e centraram as atenções do público que encheu as bancadas do circuito francês.
Aquando da partida, o Porsche do francês Alexis Raoux, que tinha estabelecido a melhor marca nos treinos, foi relegado para o último lugar depois de ter falhado o controlo de peso após a qualificação. A sair de último, perdeu a oportunidade de lutar pela vitória. Logo após o arranque, cedo se percebeu que Guess queria ganhar. Florent Cazalot, em Lotus 7, que já nos cronometrados se tinha mostrado competitivo, tentou assumir o comando para repetir o triunfo alcançado em 2016. Mas o piloto do Ginetta foi mais lesto e passou para a frente, embora com o Lotus 7 sempre a pressionar.
Ambos protagonizaram um duelo secundado por vários despiques intensos. Ao fim de 40 minutos, Cazalot cometeu um erro que o fez cair de segundo para quarto.
Quem aproveitou foi Guess, bem como Francisco Albuquerque, em Lotus Elan, e Damien Kohler, num Diva F10. O inglês foi o primeiro a ver a bandeirada de xadrez, enquanto o piloto português foi segundo, levando o Lotus Elan à vitória nos H65. Já o piloto do Diva F10 deixaria que Cazalot ainda subisse a terceiro.
Entre os portugueses, Francisco Pinto, com um BMW 2002, foi segundo entre os H71, enquanto José Carvalhosa e Piero Dal Maso tiveram uma prestação digna na categoria com o seu Porsche 911-S SWB. Miguel Vaz também foi uma das figuras da corrida, devido ao bom desempenho entre os muitos 1300 presentes. Nota ainda para Miguel Ferreira, que se não fosse o abandono, tinha alcançado um resultado entre os cinco primeiros da classe.

O Index de Performance foi ganho pelo icónico e atraente Abarth 750 Zagato da dupla espanhola Tarrero-Beltran.
Ginetta vence em Pau Ginetta vence em Pau Reviewed by Auto Vintage on 30.5.17 Rating: 5

No comments:

Ad

Powered by Blogger.